Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Tese e Dissertação

Classificação imunofenotípica do linfoma de gatos domésticos e sua correlação com o vírus da leucemia felina

Autor

  • Resumo do trabalho
    • Resumo do trabalho
      • O linfoma é a neoplasia mais comum em gatos, apresenta várias formas anatômicas, sendo a mais comum a gastrointestinal. Entretanto, envolvimento do gammaretrovírus pode predispor a apresentação de outras formas anatômicas como a mediastinal e a multicêntrica. O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo retrospectivo do linfoma felino e relacionar à forma anatômica, o imunofenótipo com a presença do DNA proviral do vírus da leucemia felina (FeLV), para tanto foram avaliados 56 casos. A forma do linfoma mais comum foi a gastrointestinal. Não houve diferença significativa na proporção entre linfoma de células T (28) e o de células B (26). Utilizando DNA extraído de tecido parafinizados de 29 gatos, foram obtidos 24 positivos para o DNA proviral do FeLV através do PCR semi nested. A forma anatômica multicêntrica apresentou maior percentual (37,5%) da presença do DNA proviral do FeLV, seguida da mediastinal. O imunofenótipo que teve maior correlação com a presença do vírus foi o linfoma de células T (50%). Aparentemente no Brasil, existe uma alta relação entre o linfoma e a presença do DNA proviral do FeLV.

        Palavras chave: Imuno-histoquímica, forma anatômica, células T, células B, provírus do FeLV.

Defesa

Banca

Titulares:
  • Profª. Fabíola de Oliveira Paes Leme (Presidente)
  • Profª. Tathiana Mourão dos Anjos
  • Prof. Rodrigo dos Santos Horta
  • Profª. Roselene Ecco
Suplentes:
  • Profª. Adriane Pimenta da Costa Val Bicalho

Orientador

Junho de 2024
D S T Q Q S S
01
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Acompanhe a Escola