Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Tese e Dissertação

Carcinoma de células escamosas em cão: Eletroquimioterapia associada ou não a cirurgia e correlação com a sobrevida

Autor

  • Resumo do trabalho
    • Resumo do trabalho
      • O carcinoma de células escamosas (CCE) se destaca dentre as neoplasias malignas em cães, por sua incidência e apresentação clínica, que pode ser de nódulos únicos ou múltiplos, localmente agressivos e com potencial metastático. Este experimento teve como objetivo avaliar a resposta ao tratamento e características anatomopatológicas e imuno-histoquímicas relacionadas ao CCE, com posterior análise do intervalo livre de doença e sobrevida específica. Para tanto, foram incluídos cães referenciados ao Hospital Veterinário da Universidade Federal de Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais com diagnóstico histopatológico de CCE. Foram incluídos 54 cães neste estudo, com idade entre 1 e 14 anos (média 9,16 anos). 65,4% (34/54) dos animais do estudo possuíam pele e pelagem branca. Houve uma associação significativa entre cor do pelo do animal e tumores em locais com exposição ao sol (p = 0,001). Os animais com tumores em locais com exposição solar tiveram uma sobrevida maior do que os animais com tumores em locais não relacionados com a exposição solar (p = 0,001). A associação de cirurgia com eletroquimioterapia (EQT) conferiu um benefício 32% maior em relação à abordagem somente cirúrgica (HR = 0,32, p = 0,038, IC = 0,11-0,94). Os pacientes toleraram bem a EQT e nenhum efeito colateral local ou sistêmico importante foi observado. EQT associada ou não à cirurgia apresentou 90,9% de resposta objetiva. 33,3% (18/54) dos animais apresentaram metástase para o linfonodo regional e/ou metástase à distância no momento do diagnóstico ou em algum momento ao longo do período de acompanhamento. Considerando a graduação histopatológica, 16,2% (6/37) foram bem diferenciados (grau 1 de Broder), 81,1% (30/37) foram moderadamente diferenciados (graus 2 e 3 de Broder) e 2,7% (1/37) foram pobremente diferenciados (grau 4 de Broder). Os animais com CCE relacionados à exposição solar apresentaram características histopatológicas mais agressivas, mas apresentaram um maior tempo de sobrevida específica. Isso provavelmente se deve à programação terapêutica individualizada dos pacientes, com a associação da cirurgia com a EQT. Não foi possível estabelecer um valor de corte prognóstico para escore de COX-2, densidade de microvasos intratumoral e índice de proliferação celular (Ki-67).

        Palavras-chave: Cães, neoplasias, eletroquimioterapia, cirurgia, cicloxigenase-2, antígeno Ki-67, densidade de microvasos intratumoral

Defesa

Banca

Roberto Baracat de Araújo (Orientador)

Gleidice Eunice Lavalle (Co-Orientadora)

Renato de Lima Santos

Rodrigo dos Santos Horta

Marcelo Mont Mór Rangel

Martha de Souza Teixeira da Rocha

Orientador

Acompanhe a Escola