Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Tese e Dissertação

Atividade antimicrobiana in vitro do plasma rico em plaquetas (PRP) sobre a microbiota ocular de equinos hígidos de Minas Gerais

Autor

  • Resumo do trabalho
    • Resumo do trabalho
      • Na oftalmologia equina, as ceratites ulcerativas estão entre as afecções mais comuns e, em geral, surgem como consequência a algum trauma sofrido. Apesar do trauma ser a causa primária, a contaminação subsequente por bactérias patogênicas ou residentes da microbiota ocular do cavalo pode ter consequências não desejáveis. Em condições fisiológicas, a microbiota normal coexiste com o estado imunológico do hospedeiro. Serve como barreira, garantindo a saúde da superfície ocular e inibindo a proliferação de agentes patógenos. No entanto, no desequilibro das barreiras imunes, a microbiota normal pode se tornar patogênica e levar a infecção, agindo como um agente oportunista. O objetivo do presente estudo é demonstrar o efeito antimicrobiano do Plasma rico em plaquetas (PRP), seu tempo de ação e sua correlação com a concentração dos seus mesmos componentes in-vitro sobre Staphylococcus sciuri, bactéria com alta prevalência na microbiota ocular normal de cavalos hígidos do município de Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais , avaliando diversos testes antimicrobianos na busca de métodos mais rápidos, mais sensíveis e com dados com maior estabilidade. Para a confecção do PRP, foram utilizados oito equinos adultos da raça Quarto de Milha (QM) que forneceram apenas o sangue para processamento. Após a coleta de sangue, foi realizado hemograma, obtendo: contagem plaquetária, contagem de hemácias e leucócitos em hemocitômetro de impedância. O PRP individual foi elaborado pelo protocolo de dupla centrifugação e em seguida, os PRPs foram somados em um pool, seguindo a ser testado sua interação em cultivo com caldo Brain heart infusion (BHI) em diferentes diluições frente a seis cepas coletadas de diferentes animais. Após 3, 6, 12 e 18 horas, foi avaliada a contagem de unidades formadoras de colônias (UFC) em placa de ágar sangue de equino 5%, e a leitura da densidade óptica pelo método de espectrofotometria de massa, para cada tempo. Nosso estudo demostrou que o Staphylococcus sciuri, é mais susceptível que a cepa padrão “American Type Culture Collection” (ATCC) Staphylococcus aureus, micro-organismo patógeno, utilizado para a validação de nosso estudo. O efeito antibacteriano apresentado neste estudo foi bacteriostático por até 6 horas. Onde nossas diluições mais concentradas de PRP 1:1 (5) e 1:2 (6) foram as mais efetivas, garantindo que esse efeito antibacteriano é dependente do volume.

        Palavras chaves: PRP, equino, Staphylococcus sciuri, atividade antimicrobiana, UFC, bacteriostático, Staphylococcus aureus.

Defesa

Banca

Renata de Pino Albuquerque Maranhão ( Presidente )

Jorge Uriel Carmona Ramírez

Priscila Fantin

Orientador

Julho de 2024
D S T Q Q S S
010203040506
07080910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Acompanhe a Escola