Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Professor

Ana Luisa Soares de Miranda

  • Contatos
    • Telefone
      • (31) 3409-2242

    • E-mail
      • analuisa.miranda@hotmail.com

  • Currículo
    • Resumo do Currículo
      • Possui graduação em Medicina Veterinária pela Escola de Veterinária da UFMG (2007-2011). Foi residente na área de Clínica Médica Equina pelo Programa de Residência Integrada em Medicina Veterinária no Hospital Veterinário da UFMG (2012-2014). É Mestre e Doutora em Ciência Animal pela UFMG e é Professora Adjunta A de Clínica de Equídeos da UFMG. Tem experiência na área de Medicina Veterinária, com ênfase em Clínica Médica Equina, atuando principalmente nos seguintes temas: neonatologia equina e intensivismo. (Texto informado pelo autor). 

        Orientadora da pós-graduação

        Orientadora de estágio no setor de clínica de equinos

    • Formação
      • Graduação em Medicina Veterinária

        Mestrado em Ciência Animal

        Doutorado em Ciência Animal

    • Projetos de Pesquisa
      • 2023 – Atual

        AVALIAÇÃO ELETROCARDIOGRÁFICA, DE ENZIMAS CARDÍACAS E DO DIÂMETRO DA VEIA JUGULAR EXTERNA EM POTROS NEONATOS ATÉ 30 DIAS DE IDADE

        2022 – Atual

        Desenvolvimento de técnicas cromatográficas para diagnóstico de intoxicações por plantas em ruminantes

        2016 – 2020

        Estudo da toxicidade e imunogenicidade das proteínas do veneno de Loxosceles spp. em equinos soroprodutores

        2014 – 2016

        Influência do anticoagulante na obtenção e criopreservação do Plasma Rico em Plaquetas em equinos e muares

        2009 – 2011

        Definição do número ideal de réplicas para as pesquisas de análise da cinemática de equinos durante o salto de obstáculos

        2007 – 2008

        Biologia Reprodutiva de escorpiões/aspectos da relação materno/cria.

        Descrição: Através da histologia de escorpiões e experimentos relacionados, visava-se compreender melhor a relação existente entre a mãe e suas crias, principalmente em espécies partenogênicas, como no caso do Tityus serrulatus (escorpião amarelo)..

Acompanhe a Escola