Evento da UFMG promove discussões dos resultados de pesquisas científicas sobre o Polo Sul

01.04.2021

Nos dias 27 a 29 de abril será realizado o evento Antártica em Minas Gerais: Avanços científicos nas áreas de Medicina/Fisiologia, Microbiologia e Arqueologia do Polo Sul e sua importância para o Brasil. A iniciativa envolve os projetos Mediantar e Mycoantar, desenvolvidos pela UFMG e parte do Programa Antártico Brasileiro (Proantar), juntamente com o Laboratório de Estudos Antárticos em Ciências Humanas da UFMG (Leach). O evento, gratuito, concede emissão de certificado mediante inscrição através deste formulário. A transmissão acontece ao vivo no canal Antártica MG no Youtube.
 
Com o objetivo de debater sobre os resultados produzidos pelos projetos de excelência integrantes do Proantar na Antártica, a programação conta com atividades pela manhã e à tarde, que incluem palestras com professores e pesquisadores do Brasil, Argentina, Chile, Peru e Austrália. As atividades matutinas, chamadas de Mesa Educação, são destinadas ao público geral, como forma de inserir as pesquisas nas comunidades, principalmente escolas. As atividades vespertinas, chamadas de Mesa Pesquisa, são direcionadas à comunidade acadêmica e científica. As inscrições poderão ser feitas por todos os públicos através do formulário até o dia do evento.
 
No dia 27 de abril, às 9h30, a abertura do evento será realizada pelo pró-reitor de pesquisa da UFMG, Mario Campos, e pelo pró-reitor adjunto de pesquisa da UFMG, André Massensini. Confira abaixo as temáticas propostas pelas atividades Mesa Educação e Mesa Pesquisa:
 
27 de abril
 
10h - Mesa Educação – Iniciativas para inserir as temáticas de Arqueologia e Antropologia Antártica na sociedade. Mediação e debate: Andrés Zarankin (professor UFMG e coordenador do Leach/UFMG)
 
17h - Mesa Pesquisa – Iniciativas para inserir as temáticas de Arqueologia e Antropologia Antártica na sociedade. Mediação e debate: Andrés Zarankin (professor UFMG e coordenador do Leach/UFMG)
 
28 de abril
 
10h - Mesa Educação – Iniciativas para inserir a temática da Biologia Antártica nas escolas. Mediação e debate: Graciéle C. Alves de Menezes (pós-doutoranda, Instituto de Ciências Biológicas – ICB UFMG)
 
17h - Mesa Pesquisa – Microbiologia Antártica. Mediação e debate: Luiz Rosa (professor UFMG e coordenador do Laboratório e Microbiologia Polar e Conexões Tropicais - Micropolar)
 
29 de abril
 
10h - Mesa Educação – Educação, Divulgação Científica e Ações para o Futuro – Ações, possibilidades e perspectivas para a temática do Mediantar na sociedade. Mediação e debate: Michele Macedo Moraes (pós-doutoranda UFMG e vice-coordenadora do Mediantar/Proantar)
 
17h - Mesa Pesquisa – Medicina e Fisiologia Polar. Mediação e Debate: Rosa Maria Esteves Arantes (professora UFMG e coordenadora do Mediantar/Proantar)
 
A programação completa com todos os palestrantes e mais informações podem ser solicitadas através do e-mail antartidamg@gmail.com ou conferidas nas redes sociais: Instagram e Facebook.
 
Programa Antártico Brasileiro
 
O Programa Antártico Brasileiro (Proantar) foi criado em 1982 com o objetivo de promover estudos científicos na Antártica para compreender os fenômenos naturais de influência global dessa região. O Brasil sofre interferências geográficas diretas provenientes da Antártica e o Proantar tem o propósito de consolidar a participação do país como um dos membros do Sistema do Tratado da Antártica (STA) e seus interesses no território. O Proantar é gerido por uma parceria entre Ministérios, órgãos governamentais, empresas públicas e privadas. A gestão científica é realizada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
 
Redação: Cedecom
Compartilhe:

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
WHATSAPP DA ESCOLA: +55 31 98661-8229
Hospital Veterinário da UFMG
Av. Presidente Carlos Luz, 5162
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276