UFMG vai detectar comportamento e alcance do coronavírus em Betim

31.07.2020

Em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para cada caso confirmado de covid-19 há outros 11 não notificados. Esse resultado consta da primeira etapa da pesquisa que pretende identificar o comportamento do coronavírus e sua circulação no município. Em parceria com a secretaria de saúde do município, a UFMG vem realizando testes em domicílios da cidade, que tem população de 439.340 pessoas.
 
O projeto combina o método otimizado do teste RT-PCR, oferecido pela UFMG, e o teste de soroprevalência, estudado pela Secretaria Municipal de Saúde. A intenção é fazer uma testagem para o coronavírus em 5,4 mil pessoas em Betim. São cinco etapas, com testagem de 1.080 pessoas por etapa, em intervalos de 21 dias entre cada uma delas. Em cada abordagem, é feito o teste rápido sorológico, e uma coleta da suabe nasal, com cotonete, que posteriormente é examinada em laboratório.
 
A pesquisa Soroprevalência para Sars-CoV-2 em residentes de Betim MG - 2020 tem como coordenadores a enfermeira da rede assistencial de Betim Ana Valesca e os professores do Laboratório de Biologia Integrativa da UFMG, Renan Pedra e Renato Santana. A equipe da UFMG obteve a aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa com Seres Humanos, e a primeira etapa de coletas ocorreu de 2 a 4 de junho. O resultado inicial dessas amostras saiu no dia 14 de junho. 
 
Também são realizados exames adicionais nas amostras para detectar outras condições e comorbidades, com o objetivo de fornecer um amplo quadro de informações sobre a saúde da população de Betim. Os pacientes assinaram um termo de consentimento livre e esclarecido e podem acessar os resultados pela internet.
 
Após o estudo, será feito sequenciamento de genoma usando equipamento e expertise da UFMG para entender como o vírus se propaga, aplicando os modelos de filogenia e filogeografia. À medida que se multiplica, o vírus sofre mutações (filogenia) e, ao rastrear suas variações, é possível conhecer seus percursos (filogeografia). Quanto mais mutações, maior seu alcance. A segunda rodada de coletas foi realizada de 23 a 25 de junho, e a terceira rodada estava programada para esta semana.
 
Saiba mais em vídeo produzido pela TV UFMG.
Compartilhe:

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
WHATSAPP DA ESCOLA: +55 31 98661-8229
Hospital Veterinário da UFMG
Av. Presidente Carlos Luz, 5162
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276