Aquacen detecta a primeira doença de notificação obrigatória à OIE para Moluscos

18.02.2013

O Aquacen, Laboratório Oficial Central do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), sediado na Escola de Veterinária da UFMG, realizou a primeira detecção no Brasil do protozoário denominado Perkinsus marinus

Os métodos utilizados para fazer o diagnóstico foram a reação em cadeia da polimerase (PCR), seguido de sequenciamento do DNA da região alvo, sendo os métodos oficiais recomendados pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE)

O Perkinsus marinus foi detectado em amostras oficiais coletadas por fiscais do Ministério da Pesca e Aquicultura na costa da Paraíba (município de Lucena), em bancos naturais onde se encontram as ostras Crossostrea rhizophorae, que é uma espécie nativa e susceptível ao protozoário. “Apesar da presença do agente infeccioso, todas as ostras da região amostrada não apresentavam sinais clínicos da doença, sendo consideradas apenas como portadores assintomáticos do protozoário” explica o professor Henrique Figueiredo, Coordenador do Aquacen.

Contudo, o P. marinus pode causar infecções graves e mortalidade considerável quando alcança os cultivos da ostra Crassostrea gigas, a ostra do pacífico, que é cultivada em larga escala no litoral do Estado de Santa Catarina.  Por isso, a partir dos resultados laboratoriais a equipe do MPA, com o apoio técnico do Aquacen, estabeleceu medidas de controle de trânsito para preservar as áreas produtoras de ostras não atingidas, por meio da portaria MPA nº 4, de 31 de janeiro de 2013. “Essa é a principal medida para que o P. marinus não se espalhe por outras regiões do país” completa o professor.

O caso foi informado imediatamente à Organização Mundial de Saúde Animal, que publicou a notificação em seu site oficial no dia 31 de janeiro de 2013 (documento disponível em

http://www.oie.int/wahis_2/temp/reports/en_imm_0000012943_20130201_120226.pdf).

Da esquerda para direita: Carlos Augusto Gomes Leal, Professor de Doenças infeccciosas e parasitárias de animais aquáticos; Alex Fiorini de Carvalho, Pesquisador Senior - Aquacen; Rômulo Cerqueira Leite, Professor - Coordenador do Aquacen; Henrique César Pereira Figueiredo, professor de Sanidade de Animais Aquáticos - Coordenador Aquacen
 

Compartilhe:

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
WHATSAPP DA ESCOLA: +55 31 98661-8229
Hospital Veterinário da UFMG
Av. Presidente Carlos Luz, 5162
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276