Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Notícia

Nupad é mais um laboratório da UFMG a auxiliar no diagnóstico de covid-19 em Minas Gerais

O Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico (Nupad), órgão complementar da Faculdade de Medicina da UFMG, começou a receber amostras para detecção do novo coronavírus nesta semana. Esse é um dos sete laboratórios da UFMG que participam da parceria entre a Universidade, a partir da Pró-Reitoria de Pesquisa, e a Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais (SES-MG) para auxiliar no diagnóstico da covid-19 no estado.
 
A previsão é de realizar 120 testes por dia na primeira semana e ir aumentando a quantidade, conforme a chegada dos kits e novos equipamentos já adquiridos. De acordo com o planejamento, o objetivo é atingir pelo menos mil exames por dia até o final do mês de abril.
 
“Essa ação mostra a relevância da UFMG no que diz respeito à educação, com ensino, pesquisa e extensão. A Faculdade de Medicina está envolvida nessas áreas, mas principalmente em relação à Saúde, mostrando a responsabilidade de uma instituição pública com o bem-estar geral da sociedade. Temos muitas ações importantes de enfrentamento à covid-19 que contam com o envolvimento de professores, estudantes, técnicos-administrativos, entre outros colaboradores. Essa é mais uma delas”.- Humberto José Alves, professor e diretor da Faculdade de Medicina da UFMG
 
Diferente dos outros laboratórios, além de pesquisa, o Nupad também realiza diagnóstico. São mais de 50 exames laboratoriais em diferentes áreas, inclusive alguns já feitos junto à SES-MG, como a triagem neonatal, conhecida como teste do pezinho, que continuam sendo realizados normalmente. Mesmo com essa experiência, o Núcleo precisou de algumas adaptações para incluir os exames de covid-19.
 
“Dominamos muito bem a técnica de RT-PCR – técnica de exame para detecção de diversos vírus, incluindo o novo coronavírus –, que é o padrão ouro e fazemos em larga escala. Mas não é o mesmo com a covid-19. Apesar das máquinas serem parecidas, os kits também são diferentes. Então precisamos comprar kits específicos para o coronavírus e aumentar o número de equipamentos, como termocicladores, cabines de segurança e extratores de ácido nucleico” -Professor José Nélio Januário, diretor do Nupad.
 
Ele conta que a adaptação da logística interna foi feita com apoio da Fundep e da própria Faculdade de Medicina.  Já a Fundação Ezequiel Dias (Funed), responsável pela habilitação dos outros laboratórios de pesquisa da UFMG, auxiliou com orientações técnicas. O professor acrescenta que essa é uma forma de otimizar os recursos da Universidade, sejam os financeiros ou os de logística.
 
“Para nós, esse é um momento de extrema importância para comprovar a nossa condição de servir à saúde pública. A questão do teste, atualmente, é um problema grande para a verificação de onde está circulando o vírus e para o diagnóstico. Esse é um dos grandes gargalos no mundo todo, como se percebe nas notícias. Então essa é uma oportunidade de podermos ajudar com a estrutura que temos” – José Nélio Januário.
 
Investir no diagnóstico para saber como agir
 
Segundo o professor, essa parceria é uma importante ação de combate à covid-19, pois auxilia o Estado a ter dados mais fieis da realidade da doença em seu território. Além disso, Nélio defende que sem localizar o vírus e saber onde está circulando, não é possível estabelecer uma barreira epidemiológica e um controle adequado do avanço da doença. “Seria como ir para a guerra de olhos vendados”, compara.
 
“Sem dúvida que quanto mais testes fizermos mais confiáveis serão nossos dados, como é o exemplo da Coreia do Sul, principalmente, que fez a testagem massiva”, exemplifica Nélio. “Mas esse não é um problema apenas do Brasil. Inclusive um artigo publicado em uma revista científica americana aponta que a natureza das realidades que eles estão encontrando em incorporar laboratórios universitários nesse processo é a mesma que a nossa, do Rio de Janeiro, São Paulo e outros estados com grandes universidades”, completa.
 
Outra possibilidade com o auxílio dos laboratórios da UFMG na testagem do novo coronavírus é em relação à espera para os resultados. De acordo com o diretor do Nupad, esse tempo será menor. Para isso, a cooperação também foi estabelecida entre as próprias unidades responsáveis pela testagem, que se auxiliarão com dados e apoio técnico.  
 
Parceria pela Saúde de Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais
 
A primeira fase da execução da parceria entre UFMG e a SES-MG começou no início deste mês com o CT Vacinas, no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec), o Laboratório de Vírus e o INCT Dengue, os dois últimos instalados no Instituto de Ciências Biológicas.
 
O Nupad faz parte da segunda fase, junto com o Aquacen (Escola de Veterinária), o Laboratório de RNA de Interferência (ICB) e o Laboratório Institucional de Pesquisa em Biomarcadores (Linbio), da Faculdade de Farmácia. O processo gradativo foi devido a ajustes necessários em cada unidade.
 
“Nós, pesquisadores de diversas áreas do conhecimento e, especialmente, das instituições públicas de ensino superior, responsáveis por 95% das pesquisas realizadas no Brasil, caminhamos lado a lado com a sociedade. Nesse momento de extrema preocupação, cabe a nós colocar nossas estruturas a serviço da sociedade, do Sistema Único de Saúde e das autoridades”, declarou Sandra Regina Goulart Almeida, reitora da UFMG, em entrevista ao Centro de Comunicação da Universidade.
 
foto: Bruna Carvalho
 
Reportagem original do site da Faculdade de Medicina da UFMG disponível em: http://tiny.cc/rja8mz

Últimas Notícias

Junho de 2024
D S T Q Q S S
01
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola