Universidade Federal de Minas Gerais

contrast-40
lupa-40
Notícia

Evento marca o calendário de comemorações dos 80 anos da Escola

“A sensação é de um filho que recebe uma homenagem da sua segunda mãe” essa foi a definição do professor Éder Silva, homenageado na noite de 13 de setembro, por estar completando 50 anos de formado. A noite foi de muita emoção e homenagens a diversos profissionais ligados à Escola e à profissão de médico veterinário.
 
“Relembrar uma história que começou aqui há 54 anos é uma grande emoção” diz o professor José Carlos Nogueira, também homenageado que completava o jubileu de ouro. A emoção foi uma das marcas do evento, que celebrou acima de tudo a memória e a história da Escola de Veterinária. 
 
Além da homenagem aos jubilandos, o evento também celebrou o dia do Médico Veterinário, o lançamento do livro “Uma História da Veterinária”, de autoria do professor José Newton Coelho Menezes, e a inauguração do Espaço Memória do Centro de Memória da Veterinária (Cememor-Vet) com a exposição “Ars Veterinária”. “Hoje é mais do que uma festa, é um reconhecimento de um trabalho que eu propus e a escola aceitou”, revela o autor do livro. 
 
“Preservar a memória é fundamental; a história é passado, é presente e é futuro”, afirma o reitor da UFMG, Clélio Campolina, que esteve presente no evento discursando e inaugurando o Espaço Memória juntamente com o diretor da  Escola, José Aurélio Bergmann. “Inaugurar este espaço é um resgate permanente que a Escola faz da sua história”, completa o diretor.
 
A cerimônia contou com a participação de 350 convidados entre alunos, professores, autoridades, funcionários da Escola e familiares dos homenageados. A Orquestra Mineira de Viola animou os convidados tocando inúmeros clássicos da viola durante o coquetel.
 
O evento foi realizado em parceria com o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas gerais (CRMV-MG) e teve apoio da Fundação de Estudo e Pesquisa em Medicina Veterinária e Zootecnia (FEPMVZ) e da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa (Fundep). “Nesse evento o conselho não poderia deixar de participar, pois ele reúne os saberes da profissão de médico veterinário, e resgata sua memória”, afirma o presidente do CRMV Nivaldo da Silva. 
 
A festa também representou uma grande integração de toda a comunidade da Escola. Alunos e funcionários estiveram presentes e prestigiaram o evento. “Trabalho na Escola há 35 anos e assim como o restante dos funcionários também contribuí e contribuo na formação desses alunos”, conta o motorista Edson Elias Moreira. “O evento, primeiramente, é a valorização do profissional. Também é importante porque temos contato com profissionais que já estão inseridos no mercado há muitos anos”, diz Guilherme Ribas, aluno do 4º período de Veterinária. “Deve-se manter a raiz da Escola de Veterinária e este evento é uma forma de mostrar para as novas gerações o que aconteceu no passado”, completa o aluno Gabriel Francisco do curso de Aquacultura.
 
A Exposição
Com o Título “Ars Veterinária” a exposição traz elementos que remontam a história da profissão de Médico Veterinário e comemora o saber-fazer construído historicamente sobre os animais e a relação do homem-natureza.  
 
O título da exposição busca representar graficamente a relação do homem com o animal por meio de seu lado mítico. Ao utilizar uma serpente alada, o título remonta aos dragões, animais míticos que perpassam inúmeras culturas. Apesar de seu significado variável e complexo predomina na nossa cultura a representação social que os trata como símbolo da sabedoria associada à força. 
 
A exposição, que permanece na Escola até o final do semestre, é aberta ao público para visitação e a entrada é gratuita.  
 
 
O livro lançado durante o evento está sendo vendido na FEPMVZ-Editora, que fica no 2º andar da Escola de Veterinária. A compra também pode ser feita pelo email: editora.vet.ufmg@gmail.com
 

Últimas Notícias

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola