Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Notícia

Análise das mortes iniciais por covid em BH mostra que transmissão em hospitais pode ter sido negligenciada

Pesquisa da Faculdade de Medicina é tema do novo episódio do podcast Aqui tem ciência, da Rádio UFMG Educativa

Um estudo produzido na UFMG mostrou que até 24% dos 100 primeiros óbitos por covid-19 em Belo Horizonte podem ter ocorrido após transmissão intra-hospitalar da doença. As mortes ocorreram entre 30 de março e 19 de junho de 2020, de acordo com as notificações do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde da capital. Em apenas um hospital filantrópico da região Nordeste, foram registradas 18 mortes no período da pesquisa.

O levantamento foi feito pela infectologista Karina Napoles, autora de dissertação de mestrado defendida no Programa de Pós-graduação em Infectologia e Medicina Tropical da Faculdade de Medicina da UFMG, sob orientação do professor Unaí Tupinambás e coorientação da professora Júlia Caporali. O trabalho é apresentado como o primeiro estudo regional detalhado no Brasil dos óbitos iniciais por covid-19.

A recorrência de mortes associadas a infecções contraídas no próprio ambiente hospitalar chamou a atenção da pesquisadora, que analisou os prontuários fornecidos por 19 hospitais das redes pública e particular, incluindo uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) municipal. A confirmação do diagnóstico dos pacientes foi feita por meio de exame PCR. Sete óbitos foram excluídos da pesquisa por falta de informações.

Das mortes analisadas, 47 foram de homens e 53 de mulheres. Desse universo, 71% tinham mais de 60 anos de idade e 57% eram pardos e pretos. Em média, o tempo de internação foi de 11 dias, e as mortes ocorreram 15 dias depois do início dos sintomas. A análise geral identificou até quatro comorbidades — hipertensão e diabetes estavam presentes em mais da metade dos pacientes.

Saiba mais sobre a pesquisa no novo episódio do Aqui tem ciência, programa da Rádio UFMG Educativa. Ouça aqui.

Raio-x da pesquisa

Título: Avaliação dos primeiros cem óbitos por covid-19 e transmissão intra-hospitalar, um risco negligenciado no início da pandemia

Autora: Karina Martins Nogueira Napoles

O que é: Estudo detalhado regional dos cem primeiros óbitos por covid-19 ocorridos em Belo Horizonte com base nos prontuários dos pacientes fornecidos pelos hospitais.

Programa de Pós-graduação: Infectologia e Medicina Tropical

Orientador: Unaí Tupinambás

Coorientadora: Júlia Caporali

Ano da defesa: 2022

Aqui tem ciência

O episódio 148 do Aqui tem ciência tem produção e apresentação de Alessandra Ribeiro e trabalhos técnicos de Cláudio Zazá. O programa é uma pílula radiofônica sobre estudos realizados na UFMG e abrange todas as áreas do conhecimento. A cada semana, a equipe da Rádio UFMG Educativa apresenta os resultados de um trabalho de pesquisa desenvolvido na Universidade.

O Aqui tem ciência fica disponível em aplicativos de podcast, como o Spotify, e vai ao ar na frequência 104,5 FM, às segundas, às 11h, com reprises às quartas, às 14h30, e às sextas, às 20h.

Redação: Cedecom

Últimas Notícias

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola