Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Notícia

Conferência de Ailton Krenak abre hoje congresso de extensão universitária

Considerado um dos mais destacados ativistas do movimento socioambiental e de defesa dos povos indígenas, Ailton Krenak ministrará, nesta segunda-feira, 8 de março, a partir das 19h, a conferência Direitos da terra e de humanos também, na abertura do 9º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (CBEU). O evento deste ano tem como tema Redes para promover e defender os direitos humanos. A programação o 9° CBEU está disponível no site oficial do evento. As inscrições, gratuitas, serão recebidas até o dia 11.
 
Exclusivamente on-line, o congresso será transmitido pelo canal Extensão UFMG no YouTube, com tradução em Libras. Krenak é escritor e jornalista, autor, entre outros, do livro Ideias para adiar o fim do mundo, lançado em 2019 pela Companhia das Letras. Ele pretende abordar a importância das causas relacionadas com a proteção dos povos indígenas, o atual contexto de preservação da natureza e das florestas brasileiras, além de propor novas formas de relação da humanidade com a terra, a qual chama de "a nossa mãe".
 
Nascido em aldeia da etnia Krenak, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais , onde vive, o conferencista também vai expor reflexões sobre a necessidade de políticas públicas eficientes para povos originários, as violações a direitos dessas populações, os impactos e as lições da pandemia de covid-19 para o mundo, o atual modelo de desenvolvimento econômico, entre outros temas que orientam sua militância desde a sua contribuição, em 1988, para a fundação da União dos Povos Indígenas. Ele também abordará a importância da manutenção do diálogo aberto das universidades com as aspirações e a memória das minorias étnicas. 
 
Em 2016, Ailton Krenak recebeu o título de Doutor Honoris Causa da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Na mesma instituição, leciona as disciplinas Cultura e história dos povos indígenas e Artes e ofícios dos saberes tradicionais, ambas de cursos de especialização. Em 2020, recebeu o Prêmio Juca Pato como intelectual do ano.
 
Mesas
Professores, pesquisadores, ativistas e gestores públicos reúnem-se, de terça a quinta-feira (9 a 11 de março), para discutir direitos humanos, pandemia, divulgação científica, comunicação, cultura, meio ambiente, políticas afirmativas, mineração, tecnologias sociais, formação de professores, entre outros assuntos da relação da universidade com a sociedade.
 
Vinte mesas-redondas estão programadas para os três dias, das 9h às 19h. Os eventos, abertos ao público, serão transmitidos nos canais da Pró-reitoria de Extensão da UFMG e da Universidade Federal de Alfenas (Unifal-MG) no YouTube. Todas as mesas terão tradução para Libras.
 
Os debates integram a programação do 9º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária (Cbeu), que segue até 11 de março. Os links de acesso às mesas estão disponíveis na página oficial do evento. Certificados serão concedidos aos participantes do congresso.
 
Cada mesa terá quatro participantes, com mediação de dirigentes de instituições públicas e privadas de ensino, em sua maioria pró-reitores ou coordenadores de extensão.
 
A série de debates começa na terça-feira, às 9h, com a mesa Direitos humanos e justiça, que será mediada pelo coordenador da Cátedra de Direitos Humanos da Universidade do Chile, professor Cláudio Nash Rojas. Os convidados são os professores André Luiz Freitas, da UFMG, Edgar Braga Neto, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), e Raquel da Silva Silveira, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).  
 
Redação: Cedecom

Últimas Notícias

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola