Universidade Federal de Minas Gerais

contrast-40
lupa-40
Notícia

Alunos do curso de Aquacultura visitam criação de trutas

 
A professora Daniela Chemim, do Departamento de Zootecnia, realizou uma viagem com os alunos do curso de Aquacultura para conhecerem mais de perto uma criação de trutas. A necessidade dos alunos em verem na prática a produção das trutas, peixe de água doce com produção distinta de peixes nativos do Brasil, foi observada pela professora logo que assumiu a disciplina Produção de Peixes de Água Doce na Escola de Veterinária da UFMG, há um ano e meio.
 
Os alunos queriam compreender na prática como era o processo de produção, sobretudo de reprodução e larvicultura das trutas. Essas fases da produção só podem ser vistas entre final de maio e início de agosto, uma vez que as trutas necessitam de uma temperatura mais baixa para se reproduzirem. Nos dias 2 e 3 de junho de 2014, Daniela promoveu uma viagem para Sapucaí Mirim (MG), cidade que acolhe a empresa matriz da Trutas NR, maior produtora de trutas do Brasil. Na empresa, os alunos observaram o ciclo completo da produção de truta, a reprodução, larvicultura, engorda e o processamento, além do aproveitamento dos resíduos oriundos do peixe.
 
 
A programação da viagem foi bastante movimentada. “Saímos na madrugada do dia 2 para chegar à fazenda antes do almoço e passamos o restante do dia na empresa até anoitecer. À noite, observamos a parte de processamento e aproveitamento de resíduos. Por volta de 20h é que fomos descansar e no dia seguinte retornamos”, conta Daniela.
 
A primeira viagem da disciplina foi em 2013 para o município de Delfim Moreira (MG), onde os alunos visitaram algumas fazendas comerciais produtoras de trutas. O sucesso da viagem motivou a professora a manter os passeios junto à disciplina.
 
“A primeira viagem para Delfim Moreira deu tão certo, que todo semestre tenho levados os alunos às pisciculturas comerciais. No 1º semestre faço a viagem de produção de truta, aproveitando a época de frio que é a única que dá pra ver a reprodução delas e, no 2º semestre, levo os alunos para verem a produção de outros peixes de água doce, como o surubim, matrinxã, tambaqui, piracanjuba, catfish americano e também um pouco de peixes ornamentais”, comentou Daniela.
 
Sobre a Truta
A truta é um peixe originário do hemisfério norte pertencente à mesma família do salmão, a Salmonidae. No Brasil, se adaptou bem às águas frias dos rios e riachos de regiões montanhosas como as da Serra da Mantiqueira (estados de Minas Gerais Minas Gerais (original name) Minas Gerais , São Paulo e sul do Rio de Janeiro) e nas serras do leste dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Nestas regiões, foram montadas muitas truticulturas, sendo a espécie mais comum a truta arco-íris (Oncorhynchus mykiss). A produção comercial de trutas possui algumas particularidades que a diferencia da produção de peixes de água doce tropicais, como por exemplo, a tilápia, o tambaqui e o surubim. “Devido a sua necessidade de uma temperatura mais baixa para sua produção e principalmente sua reprodução, não é um processo que é possível presenciar aqui na UFMG”, explicou a profa. Daniela.
 
Confira mais fotos da última viagem:
 
 
 
 

Últimas Notícias

Abril de 2023
D S T Q Q S S
01
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola