Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

contrast-40
lupa-40
Notícia

A vida de mais de 290 produtores rurais foi transformada pelas ações do Projeto Comagri

A vida de mais de 290 produtores rurais do município de Conceição do Mato Dentro foi transformada pelas ações do Projeto Comagri. “É um trabalho de capacitação humano, com perspectivas educativas para que as pessoas sejam gestoras do seu próprio destino. A produção é uma consequência do desenvolvimento humano” afirma o professor Matheus Anchieta Ramirez, coordenador do projeto. Desenvolvido desde 2017, as ações realizadas no município abrangem assistência técnica, educativa e social.  
 
“As pessoas entendem que o meio rural é um local de produção, mas esquecem que o meio rural é o lugar onde as pessoas vivem. Desta forma a produção é parte da vida das pessoas, mas não é o único valor do meio rural, existem os valores culturais, valores sociais que pra nós tem mais importância até que a produção, entendendo que os aspectos humanos são mais importantes que os produtivos” acrescenta Matheus ao destacar que o principal foco do Comagri é a valorização da cultura. 
 
 
 
O Comagri surgiu a partir da associação da Escola de Veterinária com a Prefeitura do Município de Conceição do Mato Dentro, com o objetivo de apoiar a agricultura familiar e diversificar a economia da cidade. A principal atividade econômica do município é a mineração e para a compensação ambiental desta atividade os recursos são investidos no projeto. A ideia, que partiu do professor do Departamento de Zootecnia Matheus Anchieta Ramirez, transcende o pensamento produtivista da atuação só em pró da produção para uma ideia de fortalecimento das comunidades rurais como um todo. 
 
O trabalho do grupo presta apoio técnico e social aos produtores rurais de uma maneira de atender as demandas propostas por eles. A parte de orientação técnica é feita de uma forma que dialoga com o produtor, como comenta Matheus “As atividades de assistência técnica vem pra atender o anseio do produtor, então não existe a perspectiva da universidade que sabe e impõe ao produtor o que é melhor, nós trabalhamos a demanda dele. Na maior parte das ações não são discutidas questões estritamente técnicas, mas questões culturais sociais e de inserção das comunidades tanto econômica quanto socialmente” 
 
 
As atividades prestadas mais comuns são a orientação quanto ao manejo alimentar dos animais, recuperação de pastagens, adubação, correção de solos, conservação e recuperação das nascentes, captação de água, tratamento de dejetos no meio rural, construção de fossas de evapotranspiração, valorização do turismo local, fomento a entidades associativas e cooperativas, fortalecimento de turismo de base comunitária. 
 
Os produtores de queijo, por exemplo, após ganharem a certificação tem seus rótulos e marcas trabalhadas além de um trabalho sobre metodologias de divulgação. Existe também produtores que dobraram a produção, comunidades de artesanato que agora comercializam seus produtos e a produção inovadora de peixes em tanque de redes. O professor reforça, com estes exemplos, a importância do projeto para a melhoria de vida das famílias de Conceição do Mato Dentro, principalmente no aspecto educativo e de fomento. 
 
 
 
O último projeto realizado foi o Serviço de Inspeção Municipal (SIM). No município já havia um projeto de lei sobre inspeção mas continha alguns erros, junto com o Comagri o projeto foi reescrito, adequado e inovado. Como diz Matheus “O SIM cumpre uma dupla função, permite que a agricultura familiar coloque os produtos no mercado e garante que eles não trarão agravo à saúde do consumidor.”
 
O SIM possui nove decretos pontuais que dão vida ao sistema. Estes decretos preveem a participação popular em assembleias deliberativas, a emissão de um selo de qualidade do SIM e um selo de produto artesanal de Conceição do Mato Dentro, promovendo assim a valorização dos produtos e dos saberes culturais da região.  
 

Últimas Notícias

Eventos

Fique de Olho

Acompanhe a Escola