Curso de Atualização: edição de genomas utilizando a tecnologia CRISPR/Cas9 1º/2019

DATA: 18.02.2019
LOCAL: Universidade Federal de Minas Gerais

O CT Vacinas, centro de pesquisas em biotecnologia, promove entre os dias 18 e 23 de fevereiro o curso de edição de genomas utilizando a tecnologia CRISPR/CAS9. O objetivo é compreender o sistema CRISPR/CAS9 e como essa tecnologia está sendo utilizada para edição de genomas e suas diversas aplicações, em especial no estudo de infecções e geração de parasitas com genes inativados para o desenvolvimento de vacinas.
 
O curso é uma grande oportunidade de aprender com pesquisadores que são referências internacionais e é direcionado a estudantes de graduação e pós-graduação em ciências  biomédicas e áreas afins, sendo considerado pré-requisito ter cursado disciplinas de graduação de Biologia Molecular e/ou Bioquímica ou disciplinas com conteúdos equivalentes. Os interessados têm até o dia 4 de fevereiro para realizar a inscrição, que deve ser feita online. A divulgação da seleção acontece no dia 8 e as matrícuilas entre os dias 11 e 13 de fevereiro. 
 
O curso será dividido em 2 modalidades:
 
1. Teórica: apreciação da exposição teórica de pesquisadores que têm ampla vivência no processo de edição de genomas
2. Teórico/prática: voltada à aquisição e atualização de conhecimentos sobre todo o processo envolvido em técnicas de manipulação de genomas. A segunda turma terá número reduzido de integrantes, para melhor aproveitamento da atividade prática.
 
O investimento para o curso teórico/prático é de R$800,00 e para apenas o curso teórico é de R$500,00.
 
Conheça os ministrantes do curso:
 
Ana Paula Fernades
 
Possui graduação em Ciências Biológicas (1986), mestrado em Microbiologia (1990) e doutorado em Parasitologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997). Durante o mestrado e o doutorado fez estágio na Harvard Medical School (USA). Atualmente é pesquisadora nivel IB do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e Professora Titular da Universidade Federal de Minas Gerais. Orientadora dos programas de pós-graduação em Genética e Ciências Farmacêuticas da UFMG. Atua nas áreas de biologia molecular, análises clíniicas e parasitologia. Desenvolve projetos nas linhas de pesquisa de diagnóstico, vacinas e tratamento contra leishmaniose, fatores de risco associados à hipercoagulabilidade, como nas tromboses e no diabetes, e no diagnóstico e epidemiologia molecular de doenças infecciosas. Coordena projetos de cunho tecnológico, que culminaram com o desenvolvimento de produto e transferência de tecnologia da vacina Leish-Tec, contra a leishmaniose visceral canina.
 
Flávio Guimarães Fonseca 
 
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (1993), mestrado em Ciências Biológicas (Microbiologia) pela Universidade Federal de Minas Gerais (1996) e doutorado em Ciências Biológicas (Microbiologia, ênfase em Virologia) pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000). Realizou dois pós-Doutorados, sendo um junto ao National Institutes of Health (NIH), em Bethesda, MD, EUA (2001-2003) e o segundo realizado no Centro de Pesquisas René Rachou (CPqRR), Belo Horizonte, MG (2004-2005). Atualmente é Professor Associado junto ao Departamento de Microbiologia do ICB, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG e Coordenador do curso de Pós Graduação em Microbiologia da UFMG (conceito 7 CAPES) (Biênio 2017-2018). É tesoureiro da Sociedade Brasileira de Virologia (SBV). Tem experiência nas áreas de Microbiologia - com ênfase em Virologia - e Vacinologia e pesquisa principalmente sobre os seguintes temas: (i) Biologia molecular de vírus, principalmente dentro do grupo dos poxvírus; (ii) Epidemiologia molecular viral, particularmente do poxvírus; (iii) Desenvolvimento de imunógenos experimentais e estratégias não-clássicas de vacinação contra patógenos diversos utilizando vetores virais recombinante, proteínas recombinantes e nanomateriais.
 
Santuza Maria Ribeiro Teixeira
 
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília (1982), mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Molecular) pela Universidade de Brasília (1985) e doutorado em Bioquímica pela Universite de Lausanne, na Suiça (1990). Realizou estágio de pós-doutorado na Universidade de Iowa (1991-1996) e licença sabática na Universidade de Maryland (2008), nos Estados Unidos. É Professora Titular do Departamento de Bioquímica e Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais, pesquisadora 1B do CNPq e membro do INCT Vacinas. Foi pesquisadora do Howard Hughes Medical Institute (International Research Scholar), Chefe do Departamento de Bioquimica e Imunologia da UFMG e Presidente da Sociedade Brasileira de Protozoologia. Atualmente é a Coordenadora do Centro de Tecnologia em Vacinas (CT-Vacinas), no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-Tec). Tem experiência em pesquisa na área de Biologia Molecular, atuando principalmente na área de parasitologia molecular e genômica de parasitos, com ênfase em estudos sobre regulação da expressão gênica, interações parasito-hospedeiro, descoberta de antígenos, variabilidade genética, reparo de DNA e manipulação de genomas de parasitos utilizando CRISPR/Cas9.
 
Daniella Bartholomeu
 
Possui graduação em Biologia pela Universidade Federal de Viçosa (1993), mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Molecular) pela Universidade de Brasília (1997) e doutorado em Bioquímica e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002). Durante seu pós-doutorado no TIGR participou ativamente dos projetos genoma dos parasitos Trypanosoma cruzi e T. brucei e das análises comparativas dos Tri-Tryps. Atualmente é professora adjunto do departamento de Parasitologia da Universidade Federal de Minas Gerais onde coordena o laboratório de Genômica de Parasitos. Tem experiência na área de Biologia Molecular e Genômica, utilizando como modelo o Trypanosoma cruzi.
 
Daniel Mansur
 
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002), Doutorado em Ciências Biológicas (Microbiologia-ênfase em Virologia) pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-doutorado no Imperial College London (2007-2009) tendo como principal interesse sensores de DNA da imunidade inata e o estudo da evasão do sistema imune pelo vírus Vaccinia. Desde 2010, é Professor Adjunto de Imunologia no Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia (MIP) na Universidade Federal de Santa Catarina. Tem como principal área de atuação a imunidade célula-intrísica e interação vírus-hospedeiros.
 
Natália Salazar 
 
Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Viçosa (2009) com ênfase em biologia estrutural. Doutora em Biossistemas pela Universidade Federal do ABC (2014), estudou proteínas de superfície de Staphylococcus aureus envolvidas na interação patógeno-hospedeiro e colaborou em projeto de pesquisa que tinha como objetivo a caracterização de serpinas bacterianas. Realizou estágio de pós-doutorado de 2014 a 2015 no Instituto Butantan no estudo de proteínas de membrana de Leptospira interrogans envolvidas na interação patógeno-hospedeiro. De 2015 a 2016 realizou Pós-doutorado na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)-Paraná estudando diferentes sistemas de expressão para produção de proteínas superexpressas no câncer tendo como objetivo o desenvolvimento de kits diagnósticos. Atualmente é pesquisadora bolsista do INCT-Vacinas/CT-Vacinas, sendo responsável pela produção de antígenos recombinantes.
 
Maria Marta Figueiredo
 
Maria Marta Figueiredo, é acupunturista, bióloga, mestre e doutora em Patologia pela Faculdade de Medicina da UFMG, foi professora de graduação no INCISA, UNIUBE e Faculdade Pitágoras e de pós-graduação da FASF, professora e pesquisadora no Instituto Superior de Ciências da Saúde e Instituto Mineiro de Acupuntura. Atuou no projeto de Análise histológica, parasitológica e imunológica do trato gastrintestinal de cães infectados com Leishmania chagasi na UFMG e Efeito da acupuntura na alergia alimentar e asma induzidas em ratos no INCISA/IMAM. Fez pós-doutorado no Instituto de Pesquisa René Rachou-Fiocruz-Minas em pesquisa com imunorregulação na malária e atualmente é membro da equipe do Centro de Tecnologias de Vacinas na UFMG.
 
Gabriela Burle
 
Possui mestrado em Bioquímica e Imunologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e doutorado com período sanduíche na Universidade de Berna (Suíça) pela UFMG (2017). Tem experiência em biologia molecular com ênfase em expressão de proteínas, genômica, regulação da expressão gênica de protozoários e edição gênica utilizando zinc finger nucleases e o sistema de CRISPR-Cas9. Atualmente é pesquisadora bolsista de pós-doutorado do Instituto Nacional de Ciencia e Tecnologia de Vacinas
 
Alex Fiorini de Carvalho
 
Biólogo pela Universidade Federal de Minas Gerais (1990). Mestre (1993) e Doutor (1998) em Microbiologia pela UFMG, desenvolveu sua tese no Laboratório de Vírus da UFMG na área de Virologia e Biologia Molecular com ênfase na produção e purificação de proteínas antivirais e construção de moléculas híbridas de interferons humanos para estudo da estrutura e função. Realizou Pós Doutorado (1999 a 2000) no Laboratório de Genômica Funcional do Instituto Ludwig de Pesquisa sobre o Câncer (ILPC) em São Paulo tornando-se posteriormente Pesquisador Sênior no mesmo Instituto ( 2001 a 2008) Foi pesquisador Sênior do Centro Internacional de Pesquisa e Ensino do Hospital A C Camargo (CIPE) em São Paulo (2008 a 2012) onde atuou no Laboratório de Genômica e Biologia e pesquisador Sênior no Laboratório Central da Rede de Doenças de Animais Aquáticos (AQUACEN) do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), em Belo Horizonte, de 2012 a 2018. Atualmente é Pesquisador Senior do Centro de Tecnologias de Vacinas na UFMG, responsável pela plataforma de Biologia Molecular.
 
Warrison Coelho de Andrade
 
Possui Graduação em Ciências Biológicas (2006), Mestrado (2008) e Doutorado em Bioquímica e Imunologia (2013) pela Universidade Federal de Minas Gerais, e pós doutorado pela University of Massachusetts Medical School, UMMASMED (2013-2016). Atualmente é pós-doutorando na Faculdade de Medicina re Ribeirão Preto-FMRP-USP. Possui experiência em Biologia molecular (clonagem, expressão de proteínas recombinates e CRISPR) e Imunologia, principalmente no estudo da resposta imune inata em infecções por parasitos (Toxoplasma gondii e Leishmania) e bactérias (Streptococcus agalactiae e Neisseria gonorrhoeae), principalmente na identificação de receptores envolvidos na resposta imune inata contra contra estes patógenos. Experiência com TLRs, inflamassomas e Interferon do Tipo I.
 
 

Escola de Veterinária da UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caixa Postal 567, campus Pampulha da UFMG
CEP: 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELEFONE DA ESCOLA: +55 31 3409-2001
WHATSAPP DA ESCOLA: +55 31 98661-8229
TELEFONE DO HOSPITAL VETERINÁRIO: +55 31 3409-2000 ou +55 31 3409-2276