Loading
O professor Nelson Baião voltou a Escola de Veterinária como palestrante

04.10.2017

No dia 28 de setembro, a Escola de Veterinária recebeu um dos seus mais ilustres professores. O professor Nelson Carneiro Baião formou em 1969 e desde então atua na avicultura. Ele participou de diversos momentos e viu o ramo crescer com os anos no Brasil, acompanhando de perto todas as inovações e batalhas.
 
A palestra do professor Baião era sobre a evolução da avicultura no Brasil, desde a segunda metade do século XX até os dias de hoje. Ele começou tratando sobre as doenças e os tratamentos das mesmas nas aves. Contou que se usavam muitos antibióticos e quimioterápicos e com o tempo, veio diminuindo. Também discorreu sobre as doenças que enfrentou nas granjas durante a sua carreira, como a Doença de Marek, Newcastle, Influenza, Microplasma e Salmonela. O professor mostrou suas opiniões fortes e sinceras sobre os temas, ao categorizar algumas doenças como “engordadas pela mídia”.
 
 
O professor falou de maneira primorosa sobre as mudanças da avicultura no Brasil. Segundo Baião, a avicultura começou a aumentar por causa das cooperativas, que forneciam instruções aos produtores no campo e depois compravam o frango. Em 1988, 25% dos produtores rurais participavam das cooperativas, em 2017 este número chegou a 97%. Essas mudanças resultaram no aumento da produtividade das granjas, que modernizaram suas instalações e consequentemente, suas aves passaram a produzir mais. Em 1970, uma galinha vivia 72 semanas e fornecia 280 ovos durante sua vida. Em 2017, estes números chegaram em 100 semanas e 390 ovos. O professor Baião também contou sobre seus anos como professor da Escola de Veterinária, relembrou casos de alunos e contou sobre o teste de amostragem ao acaso, trabalho desenvolvido por ele na Fazenda que buscava comparar as linhagens das aves.
 
 
Um dos últimos assuntos abordados na palestra foi o futuro da avicultura. Segundo o professor, as pessoas vão se preocupar cada vez mais com o bem estar das aves. Isso será visto através dos ovos cage-free, fortemente criticado pelo professor Baião por se tratarem da venda de uma ilusão. Sobre a formação acadêmica, o professor enfatizou a vivência curricular, dizendo que o contato com o mercado de trabalho será cada vez mais importante. No final do evento, o professor Nelson Carneiro Baião recebeu uma homenagem da professora Silvana de Vasconcelos Cançado e do professor Leonardo José Camargos Lara pelos seus anos de serviço a avicultura e a Escola de Veterinária.
 
 
Compartilhe:
Escuela de Veterinaria de la UFMG
Av. Antônio Carlos 6627
Caja Postal 567, campus Pampulha de la UFMG
CEP 31270-901. Belo Horizonte, MG
TELÉFONO DE LA ESCUELA: +55 31 3409-2001
TELÉFONO DEL HOSPITAL VETERINARIO: +55 31 3409-2000